Cristãos são forçados a doar órgãos

January 13, 2017

Um relatório feito por um jornalista e um advogado revela que a China está envolvida em casos de transplantes forçados e as vítimas seriam os “prisioneiros de consciência”, dos quais a maior parte é de cristãos.

 

Sabe-se que o governo chinês vê os cristãos como uma ameaça às autoridades por ser um grupo não controlado por elas. A igreja é constantemente monitorada por policiais locais e devem seguir a rigorosas regras para manter suas portas abertas no país. Além disso, a liderança chinesa parece não se importar muito com as violações dos direitos humanos, ainda mais quando se trata de cristãos.

 

Mas em países onde não há liberdade de imprensa, como na China, certas informações são difíceis de serem confirmadas. Em especial quando envolvem grupos religiosos. Os cristãos que se encontram em "igrejas domésticas" estão entre milhares de chineses considerados "consumíveis" pelo governo chinês e sendo usados ​​na "colheita" de órgãos, de acordo com o observador chinês Ethan Gutmann.

 

Um relatório feito por um jornalista e um advogado revela que a China está envolvida em casos de transplantes forçados e as vítimas seriam os “prisioneiros de consciência”, dos quais a maior parte é de cristãos. Oficialmente, isso ocorre sem que haja um sistema voluntário de doação de órgãos no país mais populoso do mundo.

Estima-se que pelo menos 1,5 milhão de transplantes já foram realizados ao longo dos últimos 16 anos. É preocupante saber que o governo usa os prisioneiros no corredor da morte para se beneficiar do sistema de transplante de órgãos, que é feito após a execução e sem o prévio consentimento dessas pessoas.

 

Ore por essa nação.

 

Leia também
Igreja na China terá mais restrições em 2017
Fechamento temporário de igrejas na China 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

ELES SÃO COMO NÓS!

February 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 4, 2019