ÁSIA CENTRAL - IGREJA SOFREDORA

February 24, 2017

O trabalho na Ásia Central acontece junto aos cristão que sofrem por conta de um regime autoritário e perseguição religiosa. Nossos missionários têm o desafio de encorajá-los em sua fé, além de trabalhar com projetos de desenvolvimento comunitário que trazem dignidade de volta à comunidade.

 

 

Timothy* vem de uma família muçulmana tradicional. No país dele, na Ásia Central, aproximadamente 80% da população é islâmica. Timothy saiu da prisão há 10 anos, preso por roubo de carro. Em seu tempo preso, conheceu a Cristo e entregou sua vida a Ele. O contexto de seu país ainda promove muita perseguição aos cristãos. Por isso, quando saiu da prisão, não contou para ninguém que agora era um discípulo de Jesus.

 

Timothy manteve seus hábitos, práticas que, para ele, eram apenas ritos e que não faziam diferença. Ele frequentava a mesquita, cumpria ritos, mas seu coração seguia a Cristo. Ele começou a namorar e se casou e, assim, nem sua esposa sabia do segredo de Timothy.

Nossos missionários na Ásia Central ouviram essa história do pastor David, que tem trabalhado em parceria com eles no projeto de microcrédito. David comprou uma vaca leiteira com o valor do crédito, e é assim que ele tem realizado seu ministério: levando leite às famílias nas regiões mais afastadas. Dessa maneira, utiliza a entrega do leite como motivo para acessá-las, conversar com elas e levar as boas-novas do Evangelho.

 

Em uma dessas viagens, o pastor David conheceu Noemi. Depois de algumas visitas, conversas e discipulado, ela entregou sua vida a Jesus. Também de background muçulmano, ela sabia o que isso poderia significar em casa. Mesmo assim, decidiu não guardar a informação.

Noemi chegou em casa e falou com seu marido. “Aconteceu uma coisa, e eu preciso te contar. Eu sei que você não vai gostar, mas é a verdade”, contando com felicidade. Mesmo sabendo que poderia  trazer confusão para sua vida, ela estava disposta a viver uma fé em ação, sem se esconder, mesmo sabendo que poderia ser expulsa de casa pelo marido que ela achava ser muçulmano: “Timothy, eu entreguei minha vida para Jesus”.

 

Para a surpresa dela, Timothy começou a chorar. “Noemi, faz quase 10 anos que também me converti e eu não sabia o que fazer, como fazer. Nunca falei pra ninguém sobre isso. Graças a Deus, podemos servir juntos agora.”

 

Por causa do pastor David e seu ministério de ir até às regiões mais afastadas, Timothy e Noemi têm sentindo Deus direcioná-los a também serem missionários e trabalharem em uma região ainda mais pobre e afastada do país.

 

O que muitos diriam ser coincidência, temos visto um direcionamento de Deus: essa região que eles estão planejando ir é a mesma na qual nossos missionários vinham sondando para desenvolver o próximo projeto de microcrédito. Por isso, eles têm conversado para que Timothy e Noemi sejam os primeiros beneficiários do projeto e deem os passos seguintes, eles próprios, com os próximos microcréditos.

 

Essa história exemplifica o motivo de Deus ter levado a MAIS à Ásia Central, com a simples decisão de caminhar com os cristãos da igreja local, apoiando-os em seus ministérios (como no caso do pastor David e a vaca leiteira), que encontrou a Noemi, falou de Jesus para ela e, agora, está indo com o marido Timothy a novos locais onde eles farão um trabalho ainda melhor que o nosso.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

ELES SÃO COMO NÓS!

February 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 4, 2019