Justiça sudanesa liberta o cristão Petr Jasek

"O presidente Bashir perdoou Petr Jasek por causa das boas relações entre o Sudão e a República Tcheca"

 

 

O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, ordenou a libertação do cristão tcheco, Petr Jasek, de 53 anos, que havia sido condenado à prisão perpétua (equivalente a 20 anos no Sudão) por acusações de espionagem e incitação de ódio. Jasek é um dos envolvidos no incidente ocorrido com os líderes cristãos sudaneses Kuwa Shamal e Hassan Taour. Veja mais na matéria Cristãos são condenados pela justiça sudanesa.

 

Depois de ter sido preso em dezembro de 2015, e condenado pelo tribunal no mês passado, o ministro das Relações Exteriores, Ibrahim Ghandour, anunciou no domingo, em uma conferência de imprensa, conjunta com o representante checo Lubomir Zaoralek, que o presidente havia ordenado a libertação de Jasek.

 

"O presidente Bashir perdoou Petr Jasek por causa das boas relações entre o Sudão e a República Tcheca", disse Ghandour, acrescentando que Jasek seria entregue a Zaoralek, no domingo e então encaminhado para sua terra natal. "Estou muito feliz, pois hoje resolvemos esse caso", disse Zaoralek convencido de que o cristão não tinha intenção de fazer espionagem no Sudão. Junte-se a nós para louvar a Deus por essa vitória e continue em oração pelos demais que continuam presos.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

ELES SÃO COMO NÓS!

February 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 4, 2019